Transporte ativo

O mecanismo de transporte ativo tem, como característica determinante, o consumo de ATP. Algumas proteínas da membrana, como a bomba de sódio e potássio ATPase e a bomba de cálcio APTase, são capazes de transportar as substâncias contra a difusão com o consumo de ATP.

 
Bomba de sódio e potássio ATPase

A bomba de sódio e potássio ATPase é capaz de transportar sódio para fora da célula enquanto transporta o íon de potássio no sentido inverso, isto é, para dentro da célula.
A concentração iônica de sódio no LIC (líquido intracelular) é menor que no LEC (líquido extracelular). E a concentração de sódio não pode ser alta dentro da célula. Se fosse alta, haveria maior volume de água no citoplasma, o que poderia levar a lise celular. Por difusão, esse íon tem a tendência de entrar na célula. Devido à baixa permeabilidade (devido à pequena quantidade de canais iônicos abertos) da membrana ao sódio, seu influxo (entrada) é muito pequeno. Apesar de baixo, se não houvesse a bomba de sódio e potássio ATPase, a concentração desse íon no citoplasma lentamente aumentaria e a membrana se romperia.
Já o íon de potássio apresenta maior concentração no interior da célula. Logo, por difusão, sua tendência é sair da célula. Novamente, por ação da bomba de sódio e potássio ATPase, o potássio entra na justa medida em que sai da célula. Desta forma, é garantida maior concentração do íon no citoplasma e, conseqüentemente, contínuo efluxo (saída) de potássio.